Questionário para Mapeamento de Violências e Sofrimento Mental dos Pós-Graduandos na ANPG

[Termo de consentimento – Página 1]

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

Você está sendo convidado a participar do projeto de pesquisa Mapeamento de Violências Morais e Sofrimento Mental dos pós-graduandos, cuja pesquisadora responsável é a Dr. Helena Augusta. Os objetivos do projeto são mapear as ocorrências de situações de assédios e sofrimento psíquico dos pós-graduandos, e avaliar a qualidade, a partir do bem-estar do participante, do processo educativo no Brasil. Você foi convidado por ser pós-graduando e vivenciar o final do processo educacional brasileiro. 

            Você tem plena liberdade de recusar-se a participar ou retirar seu consentimento, em qualquer fase da pesquisa, sem penalização alguma.

Caso aceite participar, sua participação consiste em responder ao questionário seguinte, que contém duas partes. Na primeira, serão feitas perguntas sobre o seu estado emocional e sua opinião sobre elementos do processo educacional que experimenta. Na segunda, serão perguntados dados demográficos. Este é um questionário online em que você é completamente livre para responder ou não, qualquer pergunta, conforme se sinta confortável. Seus dados serão sigilosos e compartilhados apenas com uma pequena equipe da pesquisa que fará as análises dos resultados. As respostas serão anônimas e não haverá exposição pessoal de dados identificáveis durante toda a pesquisa e na sua divulgação futura. 

Você pode obter informações sobre esta pesquisa no Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos – REBEC (http://www.ensaiosclinicos.gov.br/). (exemplo de onde a pesquisa deverá estar registrada)

Nesta pesquisa os riscos para você são possíveis desconfortos por acessar lembranças de conflitos relacionados à vivência universitária. Se você não gostar de questionar ou que questionem o funcionamento e as relações na universidade, talvez você fique incomodado com a abertura das perguntas para expressão de descontentamento com o fazer acadêmico. Se esse for o caso, gostaríamos da sua compreensão sobre nossa necessidade de identificar pontos a serem aprimorados para aumentar a satisfação e o bem-estar coletivo.

            Se julgar necessário, você dispõe de tempo para que possa refletir sobre sua participação, consultando, caso queira, seus familiares ou outras pessoas que possam ajudá-lo na tomada de decisão livre e esclarecida.

            Você pode entrar em contato com a pesquisadora responsável Helena Augusta Lisboa de Oliveira a qualquer tempo para informação adicional no endereço helena.augusta1@gmail.com.

Você também pode entrar em contato com a Associação Nacional de Pós-Graduandos, que fica na Sede das Entidades Estudantis ANPG, UNE e UBES, Rua Vergueiro, nº 2485. Vila Mariana, São Paulo – SP, CEP: 04101-200, Tel.: +55 11 5571-4655, ou com a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (CONEP), quando pertinente. 

 

CONSENTIMENTO PÓS-INFORMAÇÃO

 

Ao clicar no botão abaixo, você concorda em participar da pesquisa nos termos deste TCLE. Caso não concorde em participar, apenas feche essa página no seu navegador.

{botão}

[Questões sobre estado mental – Página 2]

 

Tratando-se do contexto universitário, marque o quão frequentemente você observa acontecendo as afirmações a seguir. (Frequência: Sempre, Frequentemente, Às Vezes, Pouco frequênte, nunca.)

 

a) Estou satisfeito com o cuidado/respeito/valorização nas relações.

b) O cuidado/respeito aos estudantes é estimulado.

c) O cuidado/respeito aos professores é estimulado.

d) O cuidado/respeito aos outros servidores é estimulado.

e) Vivo situações que me sinto desrespeitado.

f) Já vivi situações no passado de desrespeito.

g) Meu tempo/ritmo pessoal é respeitado.

h) A carga de cobranças leva em consideração o contexto de vida/experiência de cada pessoa. 

i) Há incentivo para a criação de amigos.

j) Há incentivo para eu ter suporte dos colegas.

k) Há incentivo para eu dar suporte aos colegas.

l) Há incentivo à competitividade.

m) Há incentivo para eu fazer projetos em colaboração com colegas.

n) Há incentivo para o desenvolvimento de minhas próprias ideias.

o) Há incentivo para eu tomar iniciativas que cuidem da comunidade e dos outros.

 

Você já teve conflitos na universidade e precisou de apoio emocional?

  • Sim
  • Não

Se você identifica um comentário que considera abusivo na universidade, você tem um ambiente institucional para levar esse assunto?

 

  •          Sim 
  •          Não
  •          Não sei

Você já se mobilizou, sozinho ou em grupo, para levar uma queixa sobre alguma injustiça na universidade?

 

  •          Sim, a situação foi resolvida, e estou satisfeito com o resultado
  •          Sim, a situação foi resolvida, mas não estou satisfeito com o resultado
  •          Sim, mas não foi resolvido
  •          Sim, mas não sei o resultado
  •          Não, não confio que minha queixa seria levada em consideração e a universidade buscaria uma forma de tentar resolver a situação
  •          Não, não sei aonde procurar

Você considera que já foi humilhado(a) no contexto universitário?

 

  • Sim
  • Não

Você considera ter cobrança de metas abusivas por parte de superiores hierárquicos na universidade?

 

  • Sim 
  • Não

Caso tenha respondido afirmativamente para as duas questões anteriores, essa experiência ainda te perturba hoje?

 

  • Não
  • Sim, mas não interfere na minha motivação em participar das atividades acadêmicas.
  • Sim, e isso prejudica minha motivação em participar das atividades acadêmicas. 

Você conhece programas na universidade que visem mediar conflitos na universidade?

  • Sim
  • Não

Você conhece programas na universidade que visem cuidar dos danos emocionais causados por conflitos na universidade?

  • Sim
  • Não

O apoio desses programas é conseguido facilmente?

 

  • Sim
  • Não
  • Não sei

Você já tentou fazer amigos ou trabalhar em equipe na universidade e isso foi desestimulado?

  • Sim
  • Não

Você acha que a avaliação dos cursos da universidade deveria levar em consideração o grau de sofrimento mental no ambiente acadêmico?

  • Sim
  • Não

Se você pudesse dar uma nota referente ao grau de sofrimento mental das pessoas, qual seria a nota da sua universidade como um todo? Sendo 0 = clima adoecedor e tóxico, pessoas muito descontentes e 10 = clima muito pacífico e prazeroso, pessoas contentes

 

E do seu programa?

 

E seu?

 

Na universidade, você é estimulado a investigar sobre suas tendências e descobrir como teria prazer em colaborar com o mundo ou sua comunidade?

 

  • Não
  • Sim, mas não sei como fazer
  • Sim, e darei um jeito por minha conta
  • Sim, e a universidade me dá/dará suporte

Você participa de atividades no contexto universitário que visem uma melhoria social tangível para você? (onde você se sente contribuindo de verdade, seja com seu conhecimento, seu trabalho físico, sua presença, enfim, que faça sentido para você?) 

                                                           

  • Sim
  • Não

Caso negativo, por que?

 

·         Não conheço atividades que visem uma melhoria da sociedade/comunidade.

·         Não há suporte (bolsa, prêmios, créditos, etc) para eu me dedicar a isso.

·         Não é valorizado pelas pessoas que avaliam meu sucesso acadêmico.

·         Não está no currículo de formação.

·         Outro: 

 

Caso afirmativo, você recebe suporte, há reconhecimento do valor?

           

·         Não, mas me sinto realizando essas atividades

·         Sim, recebo ou bolsa, ou créditos, ou outro bem.

·         Sim, recebo experiências para o currículo ou similar.

·         Sim, as pessoas que avaliam meu sucesso acadêmico admiram essas ações.

·         Outro:

 

Você se sente preparado, como cidadão, para contribuir para a sua comunidade nas necessidades dela?

  • Sim
  • Não

Se você não precisasse de dinheiro ainda assim você estaria estudando as coisas que estuda por prazer?

  • Sim
  • Não

Marque dentre as situações abaixo, as que você já passou na universidade e a sua frequência:

  • Passei por condutas repetitivas de alguém da universidade que, excedendo os limites das suas funções, por ação, omissão, gestos ou palavras, tiveram por objetivo ou efeito atingir minha autoestima, autodeterminação, minha evolução na carreira ou estabilidade emocional. Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Assédio sexual – Sofri constrangimento de alguém que tinha o intuito de obter vantagem ou favorecimento sexual, que tinha comigo relações de confiança, de ascendência, de superioridade hierárquica, de autoridade e/ou de relação de emprego ou serviço. Isso pôde afetar minha saúde física e psíquica. Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por cor – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que minha cor seria fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por gênero – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que meu gênero seria fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por classe social – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que minha classe social seria fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por deficiência – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que minha deficiência seria fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por religião – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que minha religião seria fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca.
  • Discriminação por outros motivos – Passei por conduta de alguém que tinha por objetivo anular ou restringir o meu reconhecimento, gozo ou exercício de direitos humanos e liberdades fundamentais, a partir do entendimento dessa pessoa de que certas características e/ou condições individuais seriam fundamento para a inferiorização e desqualificação de pessoas ou grupos sociais.  Frequência: Várias vezes, algumas vezes, uma vez, nunca. 

Caso você tenha marcado na questão anterior que alguma daquelas situações ocorreu, assinale entre as opções a seguir, o que mais se adequa:

  •          A pessoa utilizou gestos, palavras ou ações explícitas. (Exemplo: usar apelidos ou nomes ofensivos)
  •          Não houve ações explícitas, o conflito foi velado. (Exemplos: tratamento sutil diferenciado, utilização de critérios diferentes para correção de uma atividade, não ter sua pergunta respondida, ser removido ou mutado em uma videoconferência)

[Questões demográficas]

 

Faixa etária – Qual seu ano de nascimento?

 

  • Ano: (opções)

Cor – Você se considera de qual cor?

 

  • Preto
  • Branco
  • Pardo
  • Amarelo
  • Indígena
  • Não sei
  • Prefiro não responder
  • Outra (especifique)

Gênero – Qual é o seu gênero?

 

  • Feminino
  • Masculino
  • Outra opção (especifique)

Necessidades Especiais – Você se enquadra no grupo de pessoas com deficiência?

  • Sim
  • Não

Estado civil – Você é solteiro(a), casado(a), viúvo(a), divorciado(a) ou separado(a)?

  • Casado(a)
  • Em união estável
  • Viúvo(a)
  • Divorciado(a)
  • Solteiro(a)

Dependentes – Quantos dependentes você possui?

 

  • 0
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6 ou mais

Gravidez – Teve filhos durante o período da pós-graduação?

 

  • Não.
  • Sim, 1.
  • Sim, 2.
  • Sim, 3.
  • Sim, 4 ou mais.

Escolarização – Qual nível você está cursando?

  • Especialização
  • Mestrado
  • Doutorado
  • MBA
  • Outro

Gestão universitária – A Instituição de Ensino Superior que você cursa é:

 

·         Pública

·         Privada

 

Emprego – Qual das seguintes categorias descreve melhor sua situação empregatícia? (caixa aberta)

  • Possuo emprego, trabalhando 1-39 horas por semana
  • Possuo emprego, trabalhando 40 horas ou mais por semana
  • Não possuo emprego, mas estou em busca
  • Não possuo e não estou em busca de emprego
  • Me aposentei
  • Incapacitado(a) de trabalhar
  • Recebo bolsa para pós-graduar-me

Renda familiar – Qual foi a renda total combinada de todos os membros da sua família em 2020?

 

  • R$ 0 – R$ 9.999
  • R$ 10.000 – R$ 19.999
  • R$ 20.000 – R$ 29.999
  • R$ 30.000 – R$ 39.999
  • R$ 40.000 – R$ 49.999
  • R$ 50.000 – R$ 59.999
  • R$ 60.000 – R$ 69.999
  • R$ 70.000 – R$ 79.999
  • R$ 80.000 – R$ 89.999
  • R$ 90.000 – R$ 99.999
  • R$ 100.000 ou mais